sábado, 11 de abril de 2009

Psiquiatras- manipuladores de suas verdades


Desde semana passada, pea ser mais exata quinta feira dia 2 de abril eu entrei em crise. Comecei com auto mutilação, que era para me punir. me sentia culpada. e a dor da culpa machuca. entao, talvez, a dor fisica machucasse mais, e assim aliviasse.
minha psicologa me viu em uma dessas crises. pediu que eu descontasse na almofada, ou em um objeto, mas eu quase rasguei meu braço com a unha. ela apenas observou pois foi o unico momento que eu parei de chorar e gritar.
depois, senti um enorme cansaço, e alivio. tanto que neste dia, deitei na cama da clinica e sem condições de voltar pra casa, por la mesmo dormi.
Tudo que eu queria era ir para minha casa e ficar na minha cama sem ser incomodada, dormindo por horas afinco. Tantas vezes, tantos meses ja passei por isto. Era a unica coisa que eu queria. Ficar em casa, na minha cama, sem ter que fazer outra coisa a nao ser dormir, pois se eu me levantasse, sim, eu tenho certeza, nao seria eu.
Mas assim que acordei na clinica, me deparei com minha amiga. havia prometido que iria almoçar na casa dela naquele dia. e nao só isso. que iria buscar, um outro colega do outro lado da cidade pra ir comigo. tudo combinado ha mais de uma semana. como decepciona-la? Sabe se la da onde me levantei, tomei um banho, e fui buscar nosso colega, fomos almoçar na casa dela, ficamos por la ate as 16 horas e entao partimos. Na minha cabeça tudo que eu pensava era na minha cama, e levemente me arranhava ou me beliscava com a unha.
mas tu és eternamente responsavel por tudo aquilo que tu cativas. e sou a melhor amiga dela. nao podia falhar naquele momento que pra ela era especial e aguardado.
nao acreditei quando cheguei em casa. resumindo: foram 48 horas sem levantar da cama. Eu estava em crise. eu nao sei porque. só queria ficar só. minha avó ja conhece tao bem minha doença quanto eu, sabe como cuidar de mim. nao me provoque.
Na segunda feira, desastrosamente, fui a clinica. fui apenas com o intuito que iria faltar segunda, terça e quarta, pois o resto da semana é feriado.
pausa. durante o fim de semana houveram varias crises de choro. minha avó via aquilo e resmungava. eu ia até ela e gritava. uma amiga, sismou de mandar eu me apegar a Deus e só falava dele. eu me emputeci, e mandei ela tirar Deus do meio. brigamos tambem.
voltando... informei a minha psicologa que queria ficar em casa durante a semana. narrei o bendito fim de semana pra ela. me descontrolei, e acabei numa crise. minha vontade era sair metendo porrada em todo mundo ali, entrar dentro do meu carro e voltar pra casa.
me mandaram pra dentro do quarto e disseram que eu só poderia sair quando a psiquiatra, que nao é a minha psiquiatra, me visse e autorizasse minha saida da clinica. nisso eu ja tinha pego remedio pra uma semana pra levar pra casa.
Quando a palerma da psiquiatra me viu, deu ordens imediatas pra que me internassem numa clinica psiquiatrica!!!! fiquei desesperada. expliquei a ela que só queria ir pra casa dormir, descansar, que nao estava em condiçoes de dirigir pra vir todo dia pra clinica (sao 50 km ida e volta), que nao pensava em me matar, apenas em dormir. Mas aquele monstrinho de jaleco fez um relatório, me enviando pra internaçao, nessas clinicas horriveis, onde voce fica misturado com drogados, assassinos, psicopatas, esquizofrenicos, deprimidos suicidas, enfim, todo tipo de gente que voce nao deveria estar perto. e pior! - voce vai ficar só 15 dias... EU DOU O TOBA SE VOCE FICAR SÓ 15 DIAS! voce ficas uns tres meses lá. ate porque vc endoida la dentro. fora o tanto que te dopam e te machucam. Eu que o diga, pois tive força e coragem suficiente pra reunir provas e entrei com denuncia no CRM contra a psiquiatra que me atendia na Clinica SER onde fiquei tres meses internada, comi o pao que o diabo amaçou, mas aceitaram minha denuncia e hoje ela responde inquerito. Mas eu... eu tive , eu sou, eu nao deixo medico nenhum pisar em mim. muito menos se eu to pagando. e caro.
Dai a cobra de jaleco, ligou pro meu psiquiatra e fez minha caveira... enquanto isso, uma pessoa muito querida, me implorou que eu viesse no outro dia pra clinica pro meu psiquiatra ver com proprios olhos que eu nao estava aquele lixo humano que a resto de carniça tinha falado.
Foi um dia longo. permaneci o dia inteiro na clinica. parecia que nao era eu. minha raiva crescia. meu cansaço tambem.
cheguei em casa e as 18 horas ja estava dormindo cheia de dores no corpo. parecia que tinha levado uma surra. nao tinha cabeça pra nada. minha avó concordou que eu precisava de observaçao 24 horas, mas em casa. ela estava lá. nao deixaria nunca me internarem novamente.
Na terça, la estava eu. para ver meu psiquiatra.. Nao preciso dizer que eles todos são iguais. TODOS. é uma coorporação. ele ja tinha uma pré concepção feita sobre mim. falou em me dar alta, por que eu tinha falado em passar alguns dias em casa (no caso, segunda, terça e quarta que antecedia o feriado???!!!), falou que eu dei um show, chamei a atençao de todo mundo, entre outras, que eu disse: chame o dono da clinica que estava presente na hora e confirme essa historia com ele. veja se sua verdade bate com o acontecido. muito calma, falei que sempre fui sincera e que quando dramatizava algo, o proprio medico, me chamava a atença: menos fernanda! ele confirmou a sinseridade de nossa relaçao medico paciente. ja tinha escrito que ia me dar alta, quando eu expliquei, tim tim por tim tim... no final, bem, no final:
ELE DISSE QUE EU ERA MANIPULADORA!QUE ALIAS SEMPRE FUI. MANIPULADORA, SEDUTORA, CRIAVA IDEIAS...
fdp!!! gente, nós pacientes psiquiatricos sofremos muito nas maos dos psiquiatras. eles criam verdades sobre nó, e contam isso a nossas familias, e a nós mesmos, e sofremos como um cao pra nos livrar desse titulo que carregamos pelo resto da vida: coitadinha, vitima, manipuladora, rebelde, gosta de imitar os outros, gosta de chamar a atençao, mimada, etc.
isso, quando nao sao do tipo, que graças a deus estao diminuindo cada vez mais, nos entopem de remedios.se bem que os que eles passam ja sao fortes suficientes pra dopar qualquer um. e caros.
Meu colega me perguntou dois dia depois: vc vai deixar esses psiquiatras te afundarem ou vai ser a Fernanda que eu conheço?
no meio de uma crise é dificil. mas paraece que eles me tiraram de uma crise e me colocaram em outra. Sabem quantos livros de psiquiatria eu tenho? 8 ou 9. só psiquiatria, mesmo, fora os de medicina e os de psicologia. eles podem se achar deuses na puta que os pariu, mas pra cima de mim nao. eu quero respeito. ja fui amarrada, levada em camisa de força. tomei muito sossega leao na vida. hoje em dia, eu exijo respeito desses bostas que se acham. as vezes eles pioram as condiçoes da gentem. nos tratam como animais. MANIPULAM nossas familias junto com os psicologos.
E a dor que causam em nossas familias, porque nao explicam, nao possuem contato fisico, humano, nao entendem que existem sentimentos e dor dos que nada entendem daquilo que se passa pelo ente querido. Apenas o ve, como um doente psiquiatrico, e porque nao, louco. perigoso. Isso é...desumano.
tambem eu estou ha uma semana sem tomar meus remedios. quero enlouquecer de vez. nao sei explicar. mas nao é depressão. é algo que me encomoda. e eles destriram minha opçao de me curar. de me ajudar.
Desculpem o desabafo. mas nem tudo sao flores... ah isso me lembra... aquela cena da novela Caminho das Indias, em que o Tarso surta e é encaminhado prum hospital psiquiatrico, me deu vontade de rir... porque nao mostraram a verdade? Depois de dominarem ele o pessoal do samur deve te-lo deixado numa posiçao de muita dor e imobilidade, alem de uns apertos e uns cascudos, chegando na clinica, foi-lhe dado logo um HF (haldol com fernegan), metido ele de qualquer jeito em qualquer lugar, sem essa de cobertozinho e psiquiatra do lado o tempo todo. fica largado lá.
babando. a Dose deve ter sido bem alta. A mae, Melissa quando chegou, se tivesse feito um escandalo daquele, tambem tinha levado um HF pra nao acordar os outros pacientes, ISSO COM CERTEZA!!!, o medico nao ia dar o celular pro pai do menino naquela boa vontade. e nao deixariam ele sair do hospital tao facil...
muito, mas muito irreal a cena. Gloria Perez, se quiser umas dicas: beijo-me liga!

NÃO ME CONTARAM QUE PSIQUIATRAS PODIAM SER UMA RAÇA DESTRUITIVA, MAS EU NUNCA DUVIDEI!!!

3 comentários:

Anônimo disse...

Fernanda, seu texto até que é bem divertido e bom. Me diverti com ele e olha estava chorando quando comecei a leitura... Eu tenho uma filha "torretica" como familiarizam na psiquiatria e com vários outros transtornos complexos, incluindo os de conduta. Qual o preço destas clínicas? Pode me dizer? Obrigada e boa sorte pra você com esta "máfia" ... rs.

Vivian Fernanda ou Fefeia disse...

olá. de onde voce é? a clinica que eu passo o dia em tratamento e volto pra casa pra dormir tem um preço muito mais em conta do que as outras clinicas particulares, isso eu sei porque ja pedi dados pra meus trabalhos de administraçao da faculdade. nao deixe de vir por aqui. sua filha é unica, tem uma personalidade unica. os urubus de jaleco que gostam de titulos e rotulos. como diz a nutricionista da minha clinica: tenha fé!!! rs.
traga sua filha para ler tambem. muitos se indentificam...
abçs

Ana disse...

Tenho um filho que tem transtorno de personalidade, ele e muito agressivo além de tudo é usuario de crac. Ele me acusa de passa-lo para trás, sendo que a unica coisa que quero é ve-lo feliz. Nega qualquer tipo de tratamento pois odeia os psquiatras, não sei o que fazer para ajuda-lo. temo que ele acabe fazendo uma tragédia e se complicando. gostaia muito que me desse uma orientação. obrigada.pingo2003