segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Ah, Se Eu Vou


Todo santo dia ela ia
Ela ia lá me chamar
Pra dançar coco
À beirada da saia querendo rodar.

Pelo jeito dela
Pelo dengo, pela simpatia
Se eu caio na roda
Essa moça pode me segurar.

Aí ela vai querer que eu deixe de ir pro samba
Aí ela vai querer que eu não vá na ciranda de Lia
Aí ela vai querer que eu não saia de perto dela
E eu olhando pra beira da saia querendo rodar.

Ah, se eu vou....

Eu vou, no final do ano. nao vou ter ferias nem recesso. Vou buscar a minha cura. Ah se eu vou!
Eu, vou lá pra perto de campinas...entre matas e longe das pessoas. Sem celular ou computador!
Eu, vou passar natal e ano sozinha. No meio da minha coragem pra voltar a ser que eu era, vou!

Aí ela vai querer que eu deixe de ir pro samba
Aí ela vai querer que eu não vá na ciranda de Lia
Aí ela vai querer que eu não saia de perto dela
E eu olhando pra beira da saia querendo rodar.

Ah, se eu vou....Vou ter minha vida de volta. E meu brilho novamente. Porque Cristo vai comigo, e a medicina tambem. E só assim então, juntando essa energia, vou voltar a ser a alegria, da morena que ia pra todo canto, e com toda magia...

Um comentário:

Mari Galindo disse...

Nao, fefeia.. as mensagens tem donos. 2 especificamente. um homem do caralho e uma pessoa q é importante pra mim,mas que me decepcionou. bjo